FANDOM


Capítulo 38
Chapter 38
Anterior Capítulo 37
Próximo Capítulo 39
Informação do Capítulo
Arco Arco da Perseguição ao Conversor
Capítulo 38
Páginas 20
Estréias
Personagens Hikage
Hinata
Técnicas N/A
Onde Os Que Vestem Branco Estão (すべての白人の行方 Subete no Hakujin no Yukue) é o trigésimo oitavo capítulo do mangá En En no Shōbōtai.

Resumo Editar

Ainda no passado, Akitaru continua a falar a Takehisa sobre seu desejo de criar uma Brigada Especial de Incêndio, e ressalta o motivo de querer te-lo em sua brigada. Takehisa pede para chama-lo quando a hora chegar. 8 anos depois, os dois homens estão de frente para a Igreja da 8ª Brigada Especial de Incêndio, e Akitaru diz a Takehisa que ela será a base da brigada. Takehisa então pergunta a Akitaru se eles são os únicos membros da brigada, e Akitaru afirma que achar membros confiáveis é uma tarefa difícil. Takehisa então fala sobre Maki Oze, como ela seria perfeita para a brigada, já que era gentil e pensava nos outros em primeiro lugar. De volta ao presente, Maki fica envergonhada ao saber que Hinawa tinha falado isso sobre ela e expressa a sua felicidade. Em seguida, Maki briga com Arthur ao pensar que ele a insultou. Akitaru congratula Takehisa pelo bom trabalho e diz que a intenção da 8ª Brigada não mudou, e continuariam orando pelas pessoas que estavam morrendo e valorizando a vida delas. Shinra então avisa que vai falar algo repentino e conta sobre seu encontro com Joker, sobre a possibilidade de seu irmão estar vivo e dele ser um aliado do conversor e sobre Joker ter dito que ele é líder dos cavaleiros Kaien, tendo em mente que não há problema em contar isso aos seus companheiros. Após ouvir o que Shinra disse, Arthur questiona se Shinra pode confiar na palavra de Joker, e Tamaki lembra-o que Joker foi o culpado do incidente no Torneio dos Bombeiros Novatos. Shinra diz que não pode acreditar que seu irmão está vivo, pois pensava que ele tinha queimado até não sobrar nada. Akitaru em seguida, pousa a mão sobre o ombro de Shinra e lhe pergunta se ele não acredita que seu irmão está vivo, ou não quer acreditar. Shinra responde determinado que acredita e seus colegas sorriem para ele. Akitaru diz a Shinra que só resta a ele acreditar na 8ª, com Takehisa dizendo que vai elaborar um plano caso Sho esteja vivo, e que seus objetivos não mudaram. Shinra agradece, e Takehisa encerra a discussão lembrando a brigada sobre o relatório da primeira missão da brigada, quando ela tinha apenas quatro membros. Segundo Takehisa, o dia estava quente e a vítima usava roupas brancas, e que foi achado uma cruz estranha nos artigos perdidos, como também a companhia que a família da vítima trabalhava ainda existia e está localizada em Asakusa, distrito da jurisdição da 7ª Brigada Especial de Incêndio. Em Asakusa, Benimaru caminha pelas ruas e é chamado por várias pessoas, como uma velha lhe oferecendo daifuku, e um senhor lhe chamando pra beber. Benimaru recusa a todos os pedidos, mas aceita o daifuku. Benimaru chega na Estação da 7ª Brigada Especial de Incêndio, dizendo a Hinata e Hikage que o daifuku chegou, as duas aparecem, e falam que amam o daifuku da velha que escapou da morte, e de como uma velha que não faz daifuku deve morrer. Benimaru fica assustado com as palavras das meninas, e o Comandante de Companhia Konro diz a Benimaru que é influência dele. Konro em seguida, avisa a Benimaru que a 8ª Brigada havia ligado e dito que queriam visitar a jurisdição da 7ª Brigada. Benimaru diz para ignora-los, afirmando que não vai procurar pelo conversor pelas ordens do império. Em seguida, um brigadista da 7ª, adentra a estação e avisa que tentou para-los, Akitaru então entra no recinto avisando sobre sua chegada.

Navegação Editar

Arco VS. a 1° Brigada Especial de Incêndio Arco da Perseguição ao Conversor N/A
Volumes e Capítulos N/A
33 | 34 | 35 | 36 |37